domingo, 19 de novembro de 2017

ENSAIO FILOSÓFICO - CONCURSO

(imagem daqui)

No Dia Mundial da Filosofia, 16 de novembro, foi lançada a quarta edição do Concurso Ensaio Filosófico, promovido pela Associação de Professores de Filosofia (ApF), em parceria com a Rede de Bibliotecas Escolares.
Este concurso dirige-se a todos os alunos do ensino secundário público e privado, visa:

  • a promoção do interesse pela escrita e reflexão filosóficas, 
  • a consolidação de competências em literacia da informação, 
  • evidenciar a importância da disciplina de Filosofia na formação geral dos alunos,
  • divulgar o trabalho nas escolas com este nível de ensino.
Apenas será admitido a concurso um Ensaio por Agrupamento/Escola Secundária, pelo que cada escola deverá organizar-se no sentido de selecionar o trabalho que considere ser o mais adequado. Os Ensaios poderão ser elaborados individualmente ou em grupo, até três alunos. Todos os Ensaios submetidos a concurso devem ter, pelo menos, um professor orientador devidamente identificado.
O prazo de envio a concurso termina no dia 1 de junho de 2018, 


quinta-feira, 16 de novembro de 2017

O LIVRO DO DIA

"Editam-se em Portugal 15 mil livros por ano. A maior parte deles nunca encontra os leitores a quem se destina. O Livro do Dia procura ser a montra privilegiada do que de melhor se edita em Portugal nas mais diversas áreas: dos clássicos da literatura à revelação de novos autores, da não-ficção ao livro infanto-juvenil."
Diariamente, um novo livro é apresentado pelo jornalista Carlos Vaz Marques, de segunda a sexta, às 09h50 e 19h45. Ouvir aqui.

Uma parceria com o Plano Nacional de Leitura.

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

STOP BULLYING

Este documento foi publicado oficialmente  pela Amnistia Internacional Portugal, com o propósito de prestar um contributo para o desenvolvimento de práticas e políticas educativas de erradicação do bullying e da discriminação, sob todas as formas, no sistema de ensino em Portugal. (Ler mais...)
Descarregar o pdf aqui.

AUTONOMIA E FLEXIBILIDADE CURRICULAR

domingo, 12 de novembro de 2017

QUANDO EU FOR GRANDE

A pergunta sacramental feita a todas as crianças!

José Mário Branco (autor da canção) com o Bando dos Gambozinos, Rivoli, Porto, 2000

Quando eu for grande quero ser
Um bichinho pequenino
P´ra me poder aquecer
Na mão de qualquer menino

Quando eu for grande quero ser
Mais pequeno que uma noz
P´ra tudo o que eu sou caber
Na mão de qualquer de vós

Quando eu for grande quero ser
Uma laje de granito
Tudo em mim se pode erguer
Quando me pisam não grito

Quando eu for grande quero ser
Uma pedra do asfalto
O que lá estou a fazer
Só se nota quando falto

Quando eu for grande quero ser
Ponte de uma a outra margem
Para unir sem escolher
E servir só de passagem

Quando eu for grande quero ser
Como o rio dessa ponte
Nunca parar de correr
Sem nunca esquecer a fonte

Quando eu for grande quero ser
Um bichinho pequenino
Quando eu for grande quero ser
Mais pequeno que uma noz


Quando eu for grande quero ser
Uma laje de granito
Quando eu for grande quero ser
Uma pedra do asfalto

Quando eu for grande...
Quando eu for grande...

Quando eu for grande quero ter
O tamanho que não tenho
P´ra nunca deixar de ser
Do meu exacto tamanho

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

LANÇAMENTO DO LIVRO DA AJUDARIS '17 EM S. JOÃO DA MADEIRA

A Ajudaris é uma associação particular de caráter social e humanitário de âmbito nacional. Um dos seus muitos projetos é o lançamento anual de livros com histórias escritas por crianças, desde o pré-escolar ao sexto ano de escolaridade.
O tema lançado para 2017 foi a família e as escolas solidárias viram, agora, o seu trabalho publicado no novo livro intitulado Histórias de encantar que inclui textos escritos por alunos sanjoanenses.
O livro foi lançado no passado dia 6 de novembro, nos Paços da Cultura, em S. João da Madeira, onde os alunos do 4ºano da escola básica de Carquejido e os alunos do 2ºano da escola básica dos Ribeiros apresentaram os textos que construíram e que foram selecionados para fazerem parte desta antologia.
Foi com muito orgulho que os diretores dos dois agrupamentos, as professoras envolvidas e os pais viram o desempenho dos alunos. Os textos repletos de criatividade, assim como a atuação teatral em palco, com acompanhamento musical, revelaram muita alegria e satisfação pelo trabalho desenvolvido.
E, como S. João da Madeira é a cidade dos chapéus, estes são os protagonistas da história dos alunos da escola básica de Carquejido. Uma história onde entram chapéus de todas as formas e feitios com uma mensagem de combate à discriminação social e ao preconceito.
“A Chapeuzinho de Coco gosta muito do Cartolas.
As famílias não aprovam pois não batem bem das tolas.
Tudo acaba em casamento e assim o amor venceu.
É um belo sentimento de se tirar o chapéu”.
O livro está à venda por um preço simbólico de 5€. “Ao comprar um livro está a contribuir para o crescimento do projeto “Histórias da Ajudaris”, é o apelo desta instituição que planta valores, alimenta-se de abraços e apenas quer colher afetos através de gestos solidários.